quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Estado Islâmico executa primeira mulher jornalista na Síria

O Estado Islâmico -ISIS executou Ruqia Hassan, uma jornalista cidadã síria que escreveu sobre a vida diária na cidade de Raqqa, capital do chamado califado do grupo. 
Segundo a Newsweek, a jornalista de 30 anos de idade foi morta em setembro, mas a notícia de sua morte só foi confirmada esta semana por ativistas em Raqqa.
Hassan, que escrevia sob o pseudônimo Nissan Ibrahim, também escreveu sobre os ataques aéreos da coalizão contra o ISIS em Raqqa. 
Em um post ela questionou o dilema que enfrenta sua cidade. "Ok, se nós não queremos Daesh [um termo árabe para ISIS], e nós não queremos que a coalizão bombardeie Daesh, e nós não queremos o Exército Livre da Síria para lutar com Daesh... Então o que nós queremos exatamente? ", ela escreveu no verão passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário