quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Presidente do Itaú diz que "CPMF pode fazer parte de conjunto de medidas que Brasil precisa"

O presidente do Banco Itaú, Roberto Setubal, disse nesta quinta-feira (28), durante a posse dos integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social - CDES que a proposta de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) pode vir a colaborar para superar o momento de dificuldade econômicas que o País atravessa.
“Precisamos de um conjunto de medidas, das quais a CPMF pode fazer parte. Um conjunto de medidas que, no todo, ajude a gente sair da crise”, afirmou. Setúbal destacou que, no caso da questão fiscal, são necessárias “medidas que reduzam a despesa do governo e alguma medida de aumento de receita para colaborar, e a CPMF pode se encaixar nisso”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário