terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Sindicato dos agentes diz o que falta para melhorar segurança nos presídios

Hoje (12), 46 presos ganharam as ruas através de um túnel escavado dentro do Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes, entrando para a história como a maior fuga já registrada no RN.

O sindicato dos agentes penitenciários, SINDASP-RN, lamentou o episódio dizendo que representa o mais puro retrato do abandono dos gestores públicos para com o sistema prisional. 

Para os agentes, os presídios são os tapetes para onde se empurram o lixo para debaixo. 

Na opinião dos sindicalistas, o que falta é investimento maciço em armamentos, EPIs, viaturas, monitoramento eletrônico nas unidades e estruturas físicas compatíveis com a custódia de presos.

 "São essas e outras medidas que esperávamos do governador e não o discurso de querer fazer co-gestão ou PPP, pois hoje temos policiais bem treinados nas guaritas, Força Nacional no reforço externo e, mesmo assim, fugas ainda acontecem", diz a nota divulgada.

Veja também:
Presídio Provisório Raimundo Nonato é palco da maior fuga de detentos do RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário