segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Cartas revelam que Papa João Paulo II teve relacionamento de 32 anos com mulher, diz BBC

O Papa João Paulo II teve uma relação de amizade de 32 anos com uma filósofa polonesa quando ainda era cardeal, é o que revela uma reportagem da BBC baseada em cartas trocadas entre os dois.
Não há indicação de que o ex-papa, que morreu em 2005 e foi feito santo em tempo recorde pelo Papa Francisco, tenha tido uma relação amorosa com Anna-Teresa Tymieniecka.
Mas é provável que ela, numa fase inicial da relação - provavelmente no verão de 1975 - tenha dito a Karol Wojtyla que era apaixonada por ele.
De acordo com as cartas, compradas pela Biblioteca Nacional da Polônia em 2008, a amizade deles começou em 1973, quando Tymieniecka contactou Wojtyla sobre um livro que tinha escrito sobre filosofia. 
Os dois tinham muito em comum: ambos haviam nascido na Polônia e sobreviveram à ocupação nazista durante a segunda guerra mundial. 
No pós guerra, Tymieniecka mudou-se para os EUA onde se casou e teve três filhos. 
Após sua morte, um acervo de fotografias foi encontrado entre seus pertences. Imagens que revelam um lado descontraído do ex-papa, diferente do que estávamos acostumados a ver na formal roupa papal, em meio a grandeza do Vaticano.
Marek Lasota, que estuda os arquivos da era comunista polonesa no Instituto da Memória Nacional em Cracóvia, diz que viu apenas um lado da correspondência - as cartas dele para ela - e, naturalmente, às vezes é impossível saber o que o cardeal se referia. 
A BBC exibe nesta segunda-feira o programa "As cartas secretas do Papa João Paulo II", que pode ser visto através do aplicativo iPlayer.
Anna-Teresa Tymieniecka e Karol Wojtyla

Nenhum comentário:

Postar um comentário