quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Médicos identificam lesões oftalmológicas em bebês com presumivel microcefalia por Zika vírus

Médicos brasileiros encontraram alterações oculares em bebês com microcefalia que nasceram durante o atual surto epidêmico de Zika vírus no Nordeste do Brasil.
Analisando recém-nascidos no hospital geral Roberto Santos, Salvador, Brasil, os oftalmologistas detectaram lesões graves em 34,5% deles, do tipo manchas, pigmento e atrofia coriorretiniana, com uma predileção para a área macular, bem como anormalidades do disco óptico. 
Todos os bebês examinados tinham microcefalia provavelmente associada ao Zika vírus.
Para a equipe, esses achados podem contribuir para o diagnóstico de infecção congênita ZIKV em crianças com microcefalia congênita, embora exames sorológicos adicionais são necessários.
Segundo o trabalho, publicado na Jama Ophthalmologylactentes com microcefalia devem ser submetidos a avaliações oftalmológicas de rotina para identificar tais lesões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário