quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

MP apura possível omissão estatal no bloqueio de sinais de celular em penitenciárias

O Ministério Público do RN está apurando possíveis irregularidades na omissão estatal em providenciar o bloqueio de sinais de telefonia móvel nas unidades prisionais do Estado.
O promotor Antônio de Siqueira Cabral solicitou à Secretaria da Justiça e da Cidadania que responda, no prazo de 15 (quinze) dias, sobre as medidas que estão sendo tomadas no sentido de instalar equipamentos bloqueadores de sinais de telecomunicações no âmbito do Sistema Prisional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário