sábado, 13 de fevereiro de 2016

Mulheres, famosas, nuas e cansadas da censura do Instagram

Continua a campanha pela liberação de nudes (fotos de pessoas nuas) no Instagram.
A política da empresa proíbe postagem de quem se dispõe a aparecer sem roupas. O mais novo rosto a se rebelar contra essa "discriminação" foi a modelo britânica Cara Delevigne, que aparece na foto acima.
O site se defende: "Nós nos esforçamos para encontrar um equilíbrio entre a expressão criativa das pessoas e que isso seja de modo divertido e seguro", disse o co-fundador e CEO do Instagram Kevin Systrom à BBC.
Mas, os ataques continuam.
Cara, aos 21 anos, quer a liberdade de decidir sobre seu corpo. 
O mesmo pensamento de Scout Willis (filha de Bruce Willis e Demi Moore), quando iniciou sua campanha Free The Nipple (Liberte o Mamilo). 
Ela publicou fotos mostrando seus seios enquanto comprava flores em Nova York, no mais puro estilo pre-Rafaelesco. Para ela, um ato comparável à de Femen, grupo ucraniano de protesto fundado em 2008: "Nenhuma mulher deveria ter vergonha de seu corpo [...]. O que é permitido por lei nas ruas de Nova York, ele é proibido em Instragram ", disse a moça.
Com informações do El País

Nenhum comentário:

Postar um comentário