segunda-feira, 28 de março de 2016

Cavalo selado para Moro

Teoria juizpiração
Escute, leitor, a história que corre por aí : Sérgio Moro, do alto de sua moralidade, será interpelado no CNJ por seus notórios excessos. No meio do Fla x Flu, dos contra e a favor, ele joga a toga sobre o balcão, se diz um injustiçado, se lança candidato à presidência da República e ganha fácil. 
Lenda ? 
Quem viver, verá. 


Será ?
Para corroborar a fábula acima, perceba, leitor, que os líderes da oposição (Serra, Alckmin, Bolsonaro, Caiado, Aécio, etc.) quando chegam nas passeatas contra o governo são igualmente vaiados. Ou seja, há um vácuo. Vácuo político hoje ocupado por uma figura jurídica. Se Moro aparecesse numa passeata, alguém duvida que seria ovacionado ? 
Nesse sentido, basta uma mera mudança de Moro. Sair do jurídico e pisar no político.
Se ele quer, são outros quinhentos.

fonte:Migalhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário