terça-feira, 15 de março de 2016

Dilma repudia tentativa de inclusão do seu nome em "iniciativa pessoal do ministro Aloizio Mercadante"

Em nota à imprensa, a presidenta da República Dilma Rousseff repudiou com veemência e indignação a tentativa de envolvimento do seu nome "na iniciativa pessoal do ministro Aloizio Mercadante", no episódio relativo à divulgação, feita no dia de hoje (15), pela revista Veja.
A Revista Veja disse em reportagem que, em seu acordo de delação, o senador Delcídio  do Amaral acusou o ministro Aloizio Mercadante de lhe oferecer ajuda financeira, política e jurídica em troca de seu silêncio. 
A Veja disse que o conteúdo das conversas pode ser considerado uma tentativa de obstrução da Justiça.

Coletiva
O ministro Mercadante disse que em nenhum momento procurou nem o presidente do Senado, Renan Calheiros, nem o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowiski, para falar de defesa e soltura de Delcídio do Amaral.
Disse apenas que foi em procura do Delcídio como um "gesto pessoal de solidariedade".
Mercadante disse que não teme ser preso e continuará no governo até quando a presidente Dilma quiser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário