segunda-feira, 7 de março de 2016

Ministro da Justiça pede exoneração do cargo de procurador-geral adjunto

O novo ministro da Justiça, Wellington Lima e Silva, solicitou exoneração do cargo comissionado de procurador-geral de Justiça adjunto para assuntos jurídicos do Ministério Público da Bahia (MP-BA). 
A exoneração foi publicada no Diário Oficial da Justiça nesta segunda-feira (7), e foi decidida depois que o deputado Mendonça Filho (DEM-PE) questionou o Supremo Tribunal Federal pela inconstitucionalidade da nomeação. 
Mendonça Filho argumentou que a Constituição Federal proíbe membros do Ministério Público de exercerem outra função pública, salvo a de professor.
O pedido de exoneração não está relacionado ao cargo efetivo de procurador de Justiça do MP-BA.
Com informações do G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário