quinta-feira, 17 de março de 2016

Nova liminar impede Lula de assumir ministério. Agora são duas ações

Mais uma liminar foi concedida proibindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de assumir o cargo de ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff.
A nova decisão partiu da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro e foi tomada pela juíza Regina Coeli Formisano.
Segundo a magistrada, “ao nomear o Senhor Luiz Inácio Lula da Silva, para o cargo de Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República e estando o mesmo sob investigação, na Justiça Federal do Paraná, acusado de crimes os mais diversos, teve por objetivo, tão somente, conceder-lhe o foro privilegiado, inerente ao cargo, tipificando “escolha de Juízo”, incorrendo assim em desvio de finalidade e ilegalidade do objeto”.
Pela manhã o juiz Itagiba Catta Preta Neto já havia determinado a suspensão da posse de Lula.

Um comentário: