quarta-feira, 16 de março de 2016

Planalto vai à Justiça contra divulgação das conversas entre Lula e Dilma

Em nota, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República informou que o Palácio do Planalto vai tomar as medidas judiciais e administrativas cabíveis para a reparação da "flagrante violação da lei e da Constituição da República", cometida pelo juiz autor do vazamento das conversas entre o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff.
Em áudios feitos pela Polícia Federal, autorizados pela justiça, Dilma avisa para o ex-presidente que está mandando o termo de posse dele no cargo de ministro da Casa Civil, "e só usa em caso de necessidade".
A Secom explicou que "uma vez que o novo ministro, Luiz Inácio Lula da Silva, não sabia ainda se compareceria à cerimônia de posse coletiva, a Presidenta da República encaminhou para sua assinatura o devido termo de posse. Este só seria utilizado caso confirmada a ausência do ministro".
O governo, "em que pese o teor republicano da conversa, repudia com veemência sua divulgação que afronta direitos e garantias da Presidência da República".

Nenhum comentário:

Postar um comentário