terça-feira, 19 de abril de 2016

'Economist' faz ironia com dedicatórias 'ecléticas' de deputados

Já era de se esperar que os discursos dos deputados na votação sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff serviriam de base para uma série de memes em redes sociais.

Mas nesta segunda-feira até a conservadora revista britânica The Economist ironizou os motivos alegados pelos parlamentares brasileiros para votar a favor do afastamento da presidente.

"As acusações contra Dilma são de que ela teria manipulado as contas do governo, ocultando seu estado lamentável", explica a Economist, em sua versão online.

"Mas (essas acusações) não foram mencionadas por quase nenhum dos deputados que falaram na sessão especial (sobre o impeachment) - estridente e marcada por fortes divisões partidárias. Em vez disso, os deputados pró-impeachment - acusados por seus adversários de serem ladrões, fanáticos e golpistas - citaram razões mais ecléticas para seus votos", completa a revista, mencionando, em seguida, uma lista com mais de 50 motivos, entre eles:

Nenhum comentário:

Postar um comentário