quarta-feira, 6 de abril de 2016

Fim de patentes rende R$ 615 mi a fabricantes de genéricos

Quebra de patentes
As farmacêuticas que produzem genéricos estão concentrando seus esforços para produzir medicamentos que perderam a patente no ano passado ou tinham apenas versões similares no mercado.
Levantamento feito pela Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró Genéricos) mostra que, em 2015, foi autorizada a reprodução de cópias de 35 medicamentos.
A expectativa das indústrias do setor é de uma receita extra de R$ 615 milhões por ano.

A propósito, 
caro leitor, os remédios de marca estão desaparecendo das farmácias brasileiras. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário