terça-feira, 5 de abril de 2016

Garibaldi cobra coerência do PMDB


Brasilia continua pegando fogo.
Dentro do PMDB as divergências se acentuam e as discussões no Plenário do Senado rolam sobre a troca da presidência do PMDB. O senador Romero Jucá substitui o vice-presidente Michel Temer no comando da legenda.

Virou casaca?
O senador Garibaldi Filho cobrou que o PMDB cumpra o que foi decidido no dia 29 de março passado, quando o Diretório Nacional do partido aprovou, por aclamação, deixar a base do governo da presidente Dilma Rousseff.

“O PMDB tomou uma decisão. Pode ter sido em três minutos, 30 minutos, uma hora ou 24 horas, mas tomou uma decisão. E essa decisão precisa ser respeitada. O PMDB precisa fazer prevalecer o que foi decidido. Afinal de contas, a cobrança existe e o PMDB precisa se mostrar novamente diante da história com aquela mesma proeminência que assumiu há muitos anos atrás com o presidente Ulysses Guimarães segurando a bandeira do partido”, declarou Garibaldi Filho.

Contra Impeachment
Há quem garanta que o senador Renan Calheiros deve uma conversa de porta fechada com o ex-presidente Lula.
Saiu contra o impeachment. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário