quarta-feira, 4 de maio de 2016

STF julga amanhã ação que pode afastar Cunha da presidência da Câmara

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar nesta quinta-feira, 05, a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 402, ajuizada pelo partido Rede Sustentabilidade, questionando a linha de substituição da Presidência da República, por pessoas que sejam réus perante o STF.
A proximidade do julgamento do impeachment da presidente Dilma pode levar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a assumir a função de substituto direto de presidente da República. 
Sua continuidade no cargo seria impossível, alega o partido, por que ele pode responder a ação penal no STF, decorrente do recebimento da denúncia no Inquérito 3983.
O julgamento promete movimentar as redações políticas dos jornais e blogs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário