quinta-feira, 21 de julho de 2016

MPF faz recomendação para evitar colapso do abastecimento no seridó

O Ministério público Federal deu um ultimato aos órgãos que comandam a politica hídrica do pais e do estado. 
Através de uma recomendação enviada a ANA, Instituto de Gestão das Águas do Estado (Igarn), Semarh, Caern e Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu, o MPF estabelece prazo de 15 dias, para que os órgãos apresentem um plano de ação para assegurar o atendimento hídrico dos quatro municípios do seridó em eminente colapso de abastecimento. 
São eles: Caicó, Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba dos Batistas.


Os procuradores estão preocupados com o comunicado da Agencia Nacional de Águas - ANA, informando que mantida a demanda atual, bem como o provável cenário de ausência de chuvas, o limite mínimo operacional do açude Curema (de onde vem grande parte da água que abastece o Piranhas-Açu, rio de captação da adutora Manoel Torres) deverá ser atingido em 1º de outubro, gerando o colapso do sistema. Atualmente, o açude encontra-se com apenas 6% de sua capacidade, devido à estiagem.


Dentre as soluções, uma das principais opções é construir uma adutora emergencial ligando a Manoel Torres à barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Município de Jucurutu, o que garantiria abastecimento até, pelo menos, junho de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário