sábado, 9 de julho de 2016

Pastor com tornozeleira

O pastor Felipe Heiderich, acusado de crime de pedofilia contra o enteado de cinco anos, vai responder o processo em liberdade, monitorado por tornozeleira eletrônica. Além disso, o juiz Paulo Cezar Vieira de Carvalho Filho, titular da 17ª Vara Criminal da Capital, proibiu o acusado de se aproximar de sua mulher, a pastora Bianca Toledo, e da criança. A decisão atende à denúncia oferecida pelo Ministério Público, que solicitou medidas cautelares contra o acusado. 
As informações são do jornal O Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário