quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Pecado Capital: MPF apresenta duas últimas ações contra Gilson Moura e cúpula do esquema

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) apresentou as duas últimas ações dentro da chamada Operação Pecado Capital, que desbaratou um esquema de corrupção no Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem/RN), cujo funcionamento se deu principalmente durante a gestão do ex-diretor geral Rychardson de Macedo, entre abril de 2007 e fevereiro de 2010. 
Trata-se de uma denúncia contra o ex-deputado Francisco Gilson de Moura e outras quatro pessoas, entre elas o filho da ex-governadora Wilma de Faria, Lauro Maia.
As ações demonstram que Gilson Moura recebeu R$ 1,2 milhão em propina, inclusive por meio de “doações eleitorais oficiais”, através do uso de veículos contratados pelo instituto e desviados para utilização em campanha.
Veja aqui mais detalhes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário