terça-feira, 20 de setembro de 2016

Câmara tentou dar um cangapé na Lava Jato

Não sei porque não me surpreende a desfaçatez de determinadas caras pálidas do parlamento brasileiro. 
Ontem (19), a Câmara dos Deputados mais um vez deu vexame e deixou a fita mais estraçalhada do que se encontrava.
Sim querido. Desculpe. Deixe explicar.
Os "nobres"  tentaram apresentar e votar projeto de lei que "anistia" quem fez uso do caixa 2, proibido por lei. Em tese, a Câmara estaria isentando boa parte dos acusados envolvidos na operação Lava Jato.
legal, né!!!!!!
Corrupção legalizada: Câmara analisa PL que legitima caixa dois
É de fazer chorar
O deputado Beto Mansur (PRB-SP), primeiro-secretário da Casa, que presidia a sessão disse que não sabia e que não conhecia o projeto. 
Dá para acreditar?
"Pediram para que eu presidisse a sessão. Eu não sei um artigo desse projeto, uma linha. Eu estava apenas cumprindo minha função de brasileiro. Não tenho nada a ver com caixa 2, não estou envolvido na Lava Jato", afirmou Mansur. 

"Cumprindo a função de brasileiro"????? 
Se para o deputado Beto Mansur, ser brasileiro é encobrir o roubo e a corrupção, certamente, ser brasileiro para a grandíssima maioria do povo não é algo bem diferente. 

Participaram das articulações em torno desse projeto, entre outros, deputados do PSDB e do PP, esse último o principal partido com parlamentares implicados na Lava Jato. Houve aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), responsável final por aquilo que é levado à votação.
Com informações da Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário