terça-feira, 15 de novembro de 2016

Por Quem os Sinos Dobram


Uma igreja de Brasília foi obrigada a diminuir o barulho produzido pelos sinos, utilizados no exercício da cerimônia religiosa. Ao julgar recurso de um morador vizinho do templo cristão - incomodado com o badalar -, a 6ª turma Cível do TJ/DF determinou que se respeite o limite máximo de 50 decibéis, já que o som ultrapassava, mesmo que pouco, o nível estabelecido. O colegiado buscou harmonizar e assegurar a aplicabilidade do princípio da liberdade de culto e o direito ao sossego.
fonte: migalhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário