sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Minas Gerais confirma 133 casos suspeitos de febre amarela. Governador decreta situação de emergência

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais divulgou novo boletim epidemiológico nesta sexta-feira, 13, confirmando que já foram notificados 133 casos suspeitos de febre amarela no estado. 
Só em janeiro deste ano foram 48 casos, sendo 16 deles confirmados.
As cidades de Ladainha e Caratinha nas regiões do Vale do Aço, Rio Doce e Mucuri, concentram a maior parte das notificações.
Embora um morador de Ladainha tenha falecido da doença, a técnicos da secretaria afirmam que "não há sinais de febre amarela urbana", doença extinta desde 1942. 
No Diário Oficial mineiro foi publicado decreto do governador Fernando Pimentel estabelecendo situação de emergência em saúde pública regional.
O mosquito transmissor da febre amarela é o Aedes aegypti, mesmo vetor da dengue, zika e chikungunya.

Nenhum comentário:

Postar um comentário