Prefeitura do Natal

Prefeitura de Parnamirim

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Folha de S.Paulo e O Globo estão proibidos de divulgar conteúdo de celular clonado de Marcela Temer.

Censura prévia
Os jornais Folha de S.Paulo e O Globo estão proibidos de divulgar conteúdo do celular da primeira-dama, Marcela Temer, que foi clonado no ano passado. A determinação é do juiz de Direito Hilmar Castelo Branco Raposo Filho, da 21ª vara de Brasília/DF, em tutela antecipatória deferida na sexta-feira, 10, às 18h56. O pedido aportou no Judiciário às 17h47, mas mesmo assim a decisão parece ter vindo tarde demais. Matéria da Folha publicada às 18h45 mostra diálogo entre o hacker e Marcela, em que ele teria ameaçado jogar "na lama" o nome do presidente Michel Temer com divulgação de áudio encontrado no celular. Confira. (Clique aqui)

Atentado contra a liberdade de imprensa
Após ser intimada hoje às 9h05 da manhã, a Folha de S.Paulo retirou do ar a matéria que tratava do conteúdo polêmico do celular de Marcela. Dando o devido nome ao fato, taxa de "censura", pois outra coisa não é. Segundo o matutino, as informações foram obtidas em acompanhamento processual, tornadas públicas pelo TJ/SP. (Clique aqui)


"Cala boca"
A ministra Cármen Lúcia, sempre que perguntada sobre liberdade de imprensa, vive repetindo que o "cala boca já morreu". Pelo visto, ainda há sinais de vida.

fonte:Migalhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário