sábado, 18 de março de 2017

Assembleia realiza homenagem a Campanha da Fraternidade e Igreja defende a proteção da caatinga

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou uma sessão solene em homenagem à Campanha da Fraternidade 2017, na manhã desta sexta-feira, 17. A proposição foi dos deputados estaduais José Dias e Hermano Morais. Em seu discurso, Hermano ressaltou a finalidade da sessão: “enaltecer a Campanha da Fraternidade pelas ações e discussões ao longo desses mais de 50 anos.”

Na ocasião, o Arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, falou da proposta para uma ação concreta da CF2017, surgida na reunião do clero, na última quinta-feira. O gesto concreto é a despoluição do Rio Pitimbu, em Natal.

Membro do grupo Catingueiros, a professora Magda Guilhermino, da UFRN, afirmou que a campanha deste ano deu uma grande visibilidade ao problema da Caatinga, que apesar de pouco estudada, já se tem estatísticas de mais de 2 mil espécies. 

Afirmou que uma prova de que é possível recuperar este bioma, é o fato da Igreja ter feito o lançamento da campanha no assentamento onde existem 11 famílias que adquiriram 200 hectares de terras degradadas pela cotonicultura. 

A pesquisadora elogiou a iniciativa do Papa Francisco: “A encíclica deveria ser leitura diária de todos que habitam este planeta e a conversão ecológica deve ser de todos nós, independente de religião”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário