terça-feira, 28 de março de 2017

Lula tenta impedir que filme use imagens ilegais de sua prisão coercitiva

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao juiz Sergio Moro que proíba a utilização de imagens de sua condução coercitiva no filme Polícia Federal – a lei é para todos. 
O pedido se baseou em informações de que PF gravou o procedimento ilegalmente,feito em março do ano passado.
O magistrado deu um prazo de cinco dias para que a Polícia Federal se manifeste.
O longa, da produtora carioca New Group & Raconto e associados, custará R$12 milhões e será ‘um thriller policial político inspirado em fatos reais’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário