quinta-feira, 6 de abril de 2017

Obras do São Francisco no RN precisam de acompanhamento da sociedade

Fotos: Vinícius Ehlers 
Mobilização
A bancada potiguar aliada a igreja católica no estado tentam viabilizar a transposição do Rio São Francisco para o Rio Grande do Norte. 

A ação
Por preposição da senadora Fátima Bezerra (PT), nesta quarta-feira (05), uma Audiência Pública foi realizada no Senado Federal. Os trechos que beneficiarão o estado potiguar integram o Eixo Norte, mas dependem da retomada das obras e ainda da elaboração de projetos específicos.

Os recursos
Ficou definido que a bancada federal deve indicar emendas individuais e coletivas para o Ramal do Apodi e reivindicar do governo federal a alocação de recursos para que esta obra, com um custo previsto de 1,9 bilhões, saia do papel. A senadora Fátima garantiu que destinará emendas da Comissão de Desenvolvimento Regional.

A igreja
Para Dom Jaime, arcebispo de Natal, presente à audiência, a defesa pela conclusão da transposição é uma causa do povo nordestino. "É fundamental a obra do Eixo Norte", lembrou. "Tenho muita esperança nisso".

Presentes
Os deputados federais Felipe Maia (DEM), Walter Alves (PMDB) e Zenaide Maia (PR); bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos; bispo de Mossoró, Dom Mariano Manzana; padres Murilo, Ivanoff e Júlio César; diácono Francisco Teixeira e Damião Santos; o secretário adjunto da Semarh, Mairton França; a reitora da UFRN, Ângela Paiva; o reitor do IFRN, Wyllys Abel; o presidente da OAB-RN, Paulo Coutinho; o vice-prefeito de José da Penha, Júlio Jácome; e o prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rego, além dos reitores da UFRN e IFRN. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário