domingo, 28 de maio de 2017

Preservação do rio Pitimbu é pauta em audiência na CMN

Pitimbu na pauta do dia
Vez por outra alguém lembra que ele existe.
Sim! Estamos falando do Rio Pitimbu.
Sofrido, degrada, poluído, assoreado, mas mesmo assim, responsável pelo abastecimento das zonas Sul, Leste e Oeste e, de acordo com a bióloga e presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas, Rosimeire Dantas, há risco de colapso se a degradação do manancial não for evitada.

Diante da gravidade do quadro, o vereador Preto Aquino convidou representantes de empreendimentos próxima ao rio e de diversos órgãos de gerenciamento das águas e de licenciamento, além de populares e entidades e grupos que estudam e defendem a preservação da bacia hidrográfica, para uma audiência pública.

O rio Pitimbu nasce no município de Macaíba, mas depende da infiltração de águas pluviais para se manter. O rio corta o bairro natalense Pitimbu e deságua na lagoa do Jiqui, no município de Parnamirim.

"Recebemos aqui todos os que estão preocupados em manter aquele rio que abastece parte da população de Natal no desejo de manter sua preservação e com isso garantir que não falte água para consumo na cidade", disse o vereador Preto Aquino.

O diretor da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária (ABES), Sérgio Pinheiro, pediu ao IGARN que fiscalize os impactos das obras privadas e públicas as margens do Rio Pitimbu, em Parnamirim.

"Na BR 101, por exemplo, percebemos que as águas pluviais desde Parnamirim estão sendo direcionadas para aquele ponto e isso provoca um impacto muito grande", disse.

O Igarn disse que órgão tem realizado ações de fiscalização e estudos para manter a limpeza do rio. "Temos um grupo de trabalho que está estudando e tratando estratégias para os trabalhos não pararem, mas os resultados são gradativos.

Assista a audiência pelo canal da TV Câmara: https://m.youtube.com/watch?v=DhzaR4g8Q70

Nenhum comentário:

Postar um comentário