sexta-feira, 9 de junho de 2017

Temer decide não responder perguntas da Polícia Federal

O presidente Michel Temer, depois que pediu dilação de prazo, decidiu não respondeu as 82 perguntas enviadas pela Polícia Federal solicitando explicações sobre delação do empresário Joesley Batista, da JBS.

Através de petição encaminhada ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, por seus advogados, diz-se que o presidente foi alvo de uma "comédia bufa", acusa-se o delator Joesley Batista de criminoso confesso e diz que Temer foi alvo de uma "inquirição invasiva, arrogante, desprovida de respeito e do mínimo de civilidade."

A defesa pede o arquivamento do processo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário