sexta-feira, 14 de julho de 2017

Geddel fica em prisão domiciliar mesmo sem tornozeleira

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região, autorizou a prisão domiciliar do ex-ministro do governo Temer, Geddel Vieira Lima, para Salvador, onde reside.
Geddel é acusado pelo Ministério Público Federal de participar de esquema de corrupção na Caixa Econômica Federal.
A decisão veio depois que o juiz foi informado pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, de que não havia tornozeleira eletrônica disponível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário