segunda-feira, 10 de julho de 2017

Presidente do STF nega pedido para suspender votação da reforma trabalhista

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, negou pedido feito por 18 senadores da oposição para suspender a tramitação da votação da reforma trabalhista no Plenário do Senado, prevista para acontecer nessa terça-feira (11/7).

Na decisão, a ministra diz que o Judiciário não pode interferir nos atos do Congresso antes da aprovação da matéria.
Fonte: ConJur

Nenhum comentário:

Postar um comentário