quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Presidente do Tribunal de Contas do DF determina devolução do auxílio-moradia retroativo

A presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Anilcéia Machado, determinou a devolução dos recursos referentes ao pagamento do auxílio-moradia retroativo aos integrantes da Corte. 

O pagamento, que custou R$ 1,39 milhão aos cofres públicos, provocou a abertura de inquérito na Polícia Federal, solicitado pelo Ministério Público do Distrito Federal.

Em despacho publicado nesta quinta-feira (31/08), Anilcéia justificou as razões da medida. Segundo ela, “os questionamentos opostos em ação civil pública denotam certa controvérsia jurídica acerca dessa matéria”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário