sábado, 23 de setembro de 2017

Janot acusou Navarro e Dilma para forçar impeachment, diz ex-ministro Aragão

Cego pela vaidade

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a abertura de inquérito contra o ministro do Superior Tribunal de Justiça Marcelo Navarro, em setembro do ano passado, com o único intuito de destruir Dilma Rousseff e garantir que a ex-presidente sofresse o impeachment.  

Quem afirma é o ex-ministro da Justiça e subprocurador-geral da República, Eugênio Aragão. Segundo ele, Janot sabia da correção de Navarro, tanto é que foi uma dos defensores da indicação dele para o STJ. 

Mesmo assim, às vésperas de o Senado Federal votar a admissibilidade do impedimento da petista, Janot resolveu mandar investigar Navarro e Dilma, unicamente por interesses políticos. A justificativa do então chefe da PGR era a delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral, que acusou Dilma de nomear o ministro para abafar a operação “lava jato”.


“O senhor [Janot], tanto quanto eu, conhecia bem Marcelo, pessoa corretíssima, de conduta ética irreprochável. Tanto que o senhor pediu por ele. Pedir pela indicação então é republicano e atender o pedido é criminoso?” argumenta.

fonte:Conjur

Nenhum comentário:

Postar um comentário