segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Assembleia discute situação hídrica do RN


Mais uma vez...
O diretor-presidente do Instituto de Gestão das Águas (IGARN), Josivan Moreno, apresentou hoje (23) em audiência pública na Assembleia Legislativa, um panorama da situação hídrica do Estado, em termos de quantidade e qualidade, das 47 maiores reservas de águas, tanto superficiais quanto subterrâneas, do RN. 

“Desde já, informamos que a situação é crítica, levando em consideração a estrutura existente. Para se ter uma ideia, o açude Itans, em Caicó, no ano de 2010, possuía 51 milhões de m³ de capacidade, mas, hoje, não pode ser mais usado. Em Parelhas, a capacidade caiu de 84 para 11 milhões de m³”.

O diretor disse ainda que, em 2010, não havia reservatórios secos ou em volume morto no RN, porém, hoje, temos 20 mananciais em volume morto (42%) e 13 secos (27%), considerando recarga nula. Além disso, ele lembrou que Armando Ribeiro Gonçalves, reservatório de grande captação e uso no Estado, entrará em volume morto em dezembro de 2017.

E agora José??????

Nenhum comentário:

Postar um comentário