quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Portaria que altera conceito de trabalho escravo implica retrocesso na proteção da dignidade humana, afirma PGR

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, considerou "um retrocesso à garantia constitucional de proteção à dignidade da pessoa humana" a Portaria MTB nº1129/2017, editada há dois dias pelo Ministério do Trabalho que dificulta a punição ao trabalho escravo no país. 

Nesta quarta-feira (18), Raquel Dodge recebeu o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, quando oficializou pedido de revogação da portaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário