sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Submarino argentino desaparecido tinha sofrido acidente semelhante em 2014

De acordo com a esposa de um membro da equipe do submarino argentino ARA San Juan, desaparecido desde as primeiras horas da quarta-feira, 15, com 44 pessoas a bordo, em 2014 a embarcação experimentou um incidente crítico quando, devido a problemas técnicos, não pode emergir. 

A situação tornou-se tão extrema que, segundo María Itatí Leguizamón, esposa de Germán Oscar Suárez, radarista do submarino perdido, a tripulação chegou a dizer adeus.

Um comentário:

  1. "Tenhamos FÉ" São equipamentos feitos pela mão do homem, e o homem, é falho, mas não podemos culpar, e sim tentar descobrir, o que levou ao sinistro, de maneiras que não aconteça novamente com outra unidade...mas ACIDENTES ACONTECEM!

    ResponderExcluir