Prefeitura do Natal

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Mesmo sem Cuba, Mais Médicos continua

Sobre o Programa Mais Médicos e a saída de Cuba do programa, o presidente Jair Bolsonaro disse que ele não está extinto, ficarão outros países. Estima-se que aproximadamente 10 mil médicos deixarão o país.

Para a continuação dos médicos cubanos, que existe desde 2013, o presidente disse: "Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou.".

"Quando eu for presidente, se um cubano quiser pedir asilo aqui, vai ter". Disse Bolsonaro em entrevista a jornalistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário