segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Projeto de Moro contra crimes prevê prisão após segunda instância e criminalização do caixa dois

Resultado de imagem para moro e governadores
O projeto de lei anti-crime apresentado hoje pelo ministro Sérgio Moro considera como legítima defesa a ação de matar alguém para prevenir agressão contra si ou para evitar o risco de agressão a reféns. Mas, o ministro disse que "não existe nenhuma licença para matar. Quem afirma isso está equivocado, não leu o projeto".
O texto ainda prevê a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância e a criminalização do caixa dois.
Veja aqui a íntegra da proposta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário