terça-feira, 21 de maio de 2019

Cias aéreas estrangeiras podem criar novas rotas regionais

Quebra do monopólio aéreo
O problema da falta de assentos nos voos que chegam e partem do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante poderá ter uma solução negociada a médio prazo. A Câmara deverá votar durante a semana uma medida provisória que regulamenta a possibilidade de companhias estrangeiras adquirirem até 100% do capital das empresas brasileiras.


Nova rotas
Acontece que no relatório do deputado Roberto Rocha foi incluído um artigo que obriga os sócios internacionais a operarem ao menos 5% de seus voos em rotas regionais por, no mínimo, dois anos.
Dessa forma, se a bancada potiguar for ágil poderá barganhar algumas rotas para Natal e a ampliação do prazo obrigatório.


Franquia de bagagem
A proposta também pede a volta da franquia mínima gratuita de bagagem no transporte aéreo doméstico e internacional. Nas linhas domésticas, essa franquia por passageiro seria de 23 kg nas aeronaves acima de 31 assentos.

Tribuna do Norte, 21 de Maio

Nenhum comentário:

Postar um comentário