sexta-feira, 3 de maio de 2019

Dia internacional da liberdade de Imprensa RN conta seus mortos


Morte de jornalistas...
Os números foram apresentados durante a celebração do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, ocorrida nessa terça-feira, (30). 
Entre 1995 a 2018, houve 64 casos de profissionais de comunicação assassinados em função do exercício da profissão, no país. A informação faz parte do relatório “Violência contra comunicadores no Brasil: um retrato da apuração nos últimos 20 anos” da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp) e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

... viola liberdade de expressão
Para o Enasp – CNMP, o assassinato de jornalistas, profissionais de imprensa e comunicadores de forma geral, em razão do exercício de suas funções, extrapola os limites da violência individual e configura-se verdadeira violação à liberdade de expressão.

Nossas vítimas
No RN, foram vítimas: Francisco Gomes de Medeiros – Caicó (2010); Edinaldo Filgueira – Mossoró (2011) e José Lacerda da Silva – Mossoró (2014).

Tribuna do Norte, 03 de maio 



Nenhum comentário:

Postar um comentário