domingo, 30 de junho de 2019

Hermano pode ser candidato pelo PDT


“Dinheiro no ralo”
O deputado Hermano Morais não vai ter vida fácil para deixar o MDB. Pelo menos se depender do quesito “doação de recursos para campanha”. O portal Divulga Candidato do TRE registra que Hermano recebeu R$ 200 mil reais do senador Garibaldi Filho, R$ 132 mil de Walter Alves e mais R$ 200 mil do Fundo Partidário Especial do MDB. Os “investimentos” feitos na campanha do deputado foram bem maiores do que o custo que ele próprio teve de R$ 97.535,00.

Oposição 
O deputado federal Walter Alves já sinalizou que não pretende liberar sua desfiliação. O que, se confirmado, deixará Hermano na dependência de obter sua alforria na Justiça Eleitoral. Ou correr o risco de ter o mandato tomado pelo partido.


Santo Forte
Quem estaria lutando para os planos de Hermano darem certo é o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo. Ele quer Hermano no PDT para ser a opção da legenda numa possível candidatura própria.


Desfiliação
No troca-troca de legenda e acomodações, há quem garanta que o deputado estadual Cel Azevedo é candidatíssimo a deputado federal. A ideia não teria agradado ao deputado federal General Girão (PSL). O partido ficou pequeno para os Titãs.

Rosalie Arruda
Tribuna do Norte, 30 de junho

Nenhum comentário:

Postar um comentário