terça-feira, 9 de julho de 2019

Família, bom para uns, ruim para outros

A juíza de Direito Andréa Gonçalves Lopes Lins, de João Pessoa/PB, condenou uma mulher por ter se apropriado do cartão de crédito da mãe sem autorização. A magistrada concluiu que a filha se valeu da confiança de sua mãe, cadastrou senha, desbloqueou cartão e solicitou segunda via, realizando variadas compras para si. Agora, a mulher terá de prestar serviços à comunidade e pagar cinco salários mínimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário