quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Carta da ONU para o Itamaraty alerta para ataques sofridos pelo jornalista Glenn Greenwald

A relatoria da Organização das Nações Unidas enviou uma carta ao Itamaraty em que alerta para o assédio sofrido, inclusive online, por Glenn Greenwald, assim como contra o deputado David Miranda, seu marido. O documento também denuncia ataques contra o editor-executivo do site The Intercept Brasil, Leandro Demori.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
De acordo com a comunicação, o relator para a proteção do direito à liberdade de opinião, David Kaye, alerta que "é obrigação dos Estados instituir medidas eficazes de proteção contra ataques destinados a silenciar aqueles que exercem o seu direito à liberdade de expressão".
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
"Isto implica uma obrigação de se abster de tais ataques", aponta Kaye, que denuncia a atitude de deputados e membros do Executivo.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
"Além disso, o Estado tem uma obrigação positiva de prevenir ataques contra indivíduos por parte de agentes privados", diz a carta. "Consequentemente, a falta de diligência para prevenir, investigar, punir ou reparar os danos causados por pessoas ou entidades privadas pode igualmente dar origem a responsabilidades por parte do Estado", alerta.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
As informações são do colunista do UOL Jamil Chade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário