quinta-feira, 30 de julho de 2020

Maia critica proposta de novo imposto: ‘Não vai passar e vou votar contra’

A criação de um imposto sobre transações eletrônicas, como deseja o ministro da Economia, Paulo Guedes, não será aprovada pela Câmara dos Deputados, afirmou o presidente da Casa, Rodrigo Maia. O parlamentar fez críticas à proposta, que é estudada pela equipe econômica e deve fazer parte de nova etapa da reforma tributária que o governo planeja enviar ao Congresso.

“A minha discussão não é se é CPMF ou se é microimposto digital. Daqui a pouco, vão inventar um nome em inglês para ficar mais bonito”, afirmou Maia, que prometeu votar contra a proposta. “A sociedade não quer mais imposto”.

Entenda: na véspera, Guedes disse que o novo imposto permitira o aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda. A equipe econômica estuda ampliar o limite de isenção do IR para R$ 3 mil e criar uma nova faixa de contribuição para salários mais altos.

Opinião: “O governo está tentando enganar a todos os contribuintes”, afirma Míriam Leitão. A colunista explica como está sendo desenhado o novo tributo.

Fonte:O GLOBO



Nenhum comentário:

Postar um comentário