segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Projeto Cetáceos da Costa Branca recolhe peixe-boi marinho em Areia Branca


No dia 16 de novembro de 2020, a equipe do Projeto Cetáceos da Costa Branca (PCCB-UERN) recebeu a notificação sobre um encalhe de um peixe-boi marinho (Trichechus manatus) na praia de Ponta do Mel – Areia Branca/RN. 

o animal em questão tratava-se de um neonato (1 a 30 dias de vida), com 1,24 m de comprimento total e pesando cerca de 31,05 kg. 

Colaboradores locais encontraram o animal encalhado na faixa de areia em maré vazante no início da manhã . A equipe constatou que o animal estava com escoriações leves distribuídas pelo corpo, moderadamente desidratado e com conjuntivite bilateral. 

O animal recebeu os primeiros cuidados veterinários ainda na praia, sendo transportado para um recinto provisório montado pela equipe de resgate, a fim de iniciar o processo de estabilização. 

Por se tratar de um indivíduo neonato e notavelmente dependente do leite materno, foi realizado o aleitamento artificial ainda em campo.


Após concluída a estabilização inicial, o animal foi translocado para o Centro de Reabilitação de Fauna Marinha do projeto, localizado na praia de Upanema, município de Areia Branca/RN, onde atualmente recebe tratamento veterinário especializado e irá permanecer enquanto durar o seu processo de reabilitação. 


Os peixes-boi marinhos são uma espécie animal ameaçada de extinção, tendo no passado sido vítima de caça predatória ilegal, que em conjunto com o avanço das atividades de exploração de recursos naturais em áreas costeiras e estuarinas do litoral brasileiro – especialmente faixas litorâneas da região Nordeste e Norte – reduziram consideravelmente o habitat natural destes animais, sendo de extrema importância ações de preservação e conservação da espécie a fim de evitar o seu desaparecimento.

fonTe: Projeto Cetáceo da Costa Branca (PCCB-UERN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário