Detran

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Boletim do Bardo n.° 08

Natal/RN, 20 de dezembro de 2020.


Há 8 anos, hoje, 20/12/2020, eu sinto saudades do meu pai.🖤

Um dia me disseram que nós procuramos nos nossos amores um padrão paterno. 🧐

Eu brinco dizendo que eu posso ter encontrado em Alex, um substituto para o meu avô; 🤷🏾‍♀️👴🏻 já que papai morreu (nos meus braços) quando tinha 50 anos, e um mês depois encontrei Alex (com 65) 45 anos mais velho que eu.

O fato é que 8 anos de convivência (com Alex) e de falta (de papai) me fizeram entender o que de fato encontrei no Bardo. 🧡


Uma alma livre, encantada com a boa música 🎼 e com a capacidade de amar livremente, como amava (e me amava) meu pai 🛳️👨🏽‍🦲⚓, o homem mais incrível, que deu seu último suspiro nos braços de quem respirou pela primeira vez em seu colo.

Que troca inexorável!

Obrigada, papai, por ter me amado e estabelecido um padrão, que me fez escolher bem a quem eu entregaria o meu amor. 🙏🏾💙

Vamos à rotina que a gente gosta? 🥰

A semana foi revelando as melhoras que o Bardo insiste em não admitir. 😄

Ele inaugurou o andador (que ele chama de patinete)🛴, oficialmente, e já dá passos assistidos, elegantemente, pela casa.

A dor é um freio impiedoso, mas é preciso suportar.

😢💪🏻👴🏻

Ana Luíza 👩🏻‍🦰(filha), trouxe patê de bacalhau e tomou conta muito bem do menino, enquanto eu resolvia burocracias necessárias, essa semana.

É muito bom assistir a saudade se transformando em afeto. 😍

Os dois, que são iguais diferentes, curtiram um a presença do outro, como quem não deixa transparecer o hiato de 4 anos de distância.

Ana chegou de Portugal, pra dar ao carequinha dela, risos e carinhos.

Já já, Manu 👩🏻(a outra filha) pinta na área também. Caindo de paraquedas nos nossos corações. 🪂

Homem de sorte, esse Bardo!

São presenças como essas, que dão suporte pra enfrentar os tempos sensíveis que vivemos.

Ombros e pernas voltando a se movimentarem, agora é chegada a hora de falar da cabecinha que nos brinda com tanto brilhantismo de ideias.

Fizemos uma tomografia no dia 11/12, e eu levei ao neurologista no dia 16/12.

Alex, que absorve e observa o mundo à sua volta, ainda vai ter um trabalhinho pra absorver aquele hematoma intracraniano 🧠 que estávamos torcendo pra diminuir, e isso vai requerer um pouco mais de observação.

A comparação das tomografias dos dias 04/12 e 11/12, mostraram uma área esbranquiçada que sugere novo sangramento🩸.

Calminha, nada grave, viu?

Visto que ele segue em evolução constante neurologicamente.

A explicação foi que pode ter ocorrido um encapsulamento do hematoma, e que dentro dessa estrutura, pode haver novos sangramento.

Estou devidamente instruída sobre os sintomas possíveis(claro que não disse a Alex, pra não sugestioná-lo a sentir) e prontamente articulada para levá-lo para fazer o procedimento, se necessário.

Mas, mais uma vez, convoco nossa tranquilidade e paciência, ainda existem chances de o organismo reabsorver.

Torcemos por isso.

Ele iniciou corticoide por 5 dias 💊e está deitando do lado lesionado pra pressionar a área, estimulando assim o processo de reabsorção.

Vencida a burocracia do plano, faremos outra tomografia no dia 22/12. 📑🗂️🧾

Mas, querem ver como ele está melhor de humor do que antes do acidente?

Faz 59 dias do acidente e o trajeto é cama-banheiro, 🛏️-🚽 incansavelmente, só que agora, ele chama o banheiro de Bella Napoli e a cama de casa.

Imaginem a cena:

01; 03; 05 horas da manhã e Alex pede: 

"Preta, me leva ali na Bella Napoli pra eu fumar um cigarrinho!" 👴🏻🚬

E assim que chega na Bella, faz o gesto repetido por anos da vida dele, 🙋🏻‍♂️(aquele gesto pra chamar o garçom amigo), no caso, a garçonete; e no lugar do whisky, é um café com leite que ele pede. ☕+🥛

Comecei até a servir de bandeja lá no banheiro, ops, banheiro não, lá na "Bella". 💁🏾‍♀️

Quando ele cansa de pensar com as golas das camisetas (já que ele não tem camisas de botões), ele me chama:

"Preta, agora me leva pra casa, a Bella tá muito cheia hoje!"

E assim vivemos de amor e passeios noturnos de cadeira de rodas.

Espero que vocês estejam bem e que esse boletim sirva pra espairecer um pouquinho, diante de tanta notícia danada que recebemos nos últimos dias.

Por hoje é isso, meus carinhos!

Um abraço de Mari. 👩🏾‍🦱

Um beijo de Alex. 👴🏻

E um até logo, no lugar do tchau!

🍃🌻

Nenhum comentário:

Postar um comentário