sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Polícia indicia seis por morte no Carrefour

A 2ª Delegacia de Homicídios de Porto Alegre indiciou seis pessoas pela morte após espancamento de João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, no dia 19 de novembro, no estacionamento do supermercado Carrefour, na Zona Norte da cidade. 
No inquérito concluído nesta quinta-feira (10), foi acrescentado um quarto autor ao homicídio triplamente qualificado, além de dois indiciados por participação no crime. 
Homem negro morre após ser espancado em supermercado do RS
A investigação atribui motivo torpe ao crime pelo racismo estrutural existente na sociedade.
Além do ex-PM temporário Giovane Gaspar da Silva, do segurança da empresa terceirizada Vector Magno Braz Borges e da fiscal do Carrefour Adriana Alves Dutra - os três já presos apontados como autores do crime -, foram indiciados e tiveram a prisão solicitada mais um funcionário da empresa de vigilância Vector, Paulo Francisco da Silva, por autoria do crime, e outros dois funcionários do Carrefour por participação: Kleiton Silva Santos e Rafael Rezende. Todos respondem por homicídio doloso (com intenção) triplamente qualificado.
Fonte: Zero Hora 

Nenhum comentário:

Postar um comentário