Home

A Prefeitura do Natal contesta nota conjunta dos Ministérios Públicos e Defensoria Pública do RN reafirmando que está cumprindo determinação judicial sobre a vacinação de grupos prioritários, sendo esse o empecilho para que a vacina não progrida para outras faixas etárias na capital.
Hoje, falando ao Jornal da Manhã na JPNews, o secretário municipal de Saúde, George Antunes, disse que "por mais que o MP diga que não é esse o fator que está impedindo o avanço, continuo afirmando que é".
O Ministério da Saúde permite que haja progressão na faixa etária de vacinados, desde que seja acordado na comissão bipartite. "Como não houve acordo na reunião passada, se a prefeitura tomasse posição diferente, estaria descumprindo a orientação do ministério", esclareceu ao blog um assessor de comunicação da prefeitura.
Hoje vai haver reunião da Comissão Intergestores Bipartite para novas recomendações. 

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner

Anúncio Publicitário

header ads