quinta-feira, 29 de julho de 2021

Semipresidencialismo em gestação no Congresso

Semipresidencialismo em gestação
Volta a assombrar os contra a tese das eleições semipresidencialistas defendida pelo presidente da Câmara Federal, Arthur Lira. 
Os parlamentares têm até outubro, ou seja, 12 meses antes para definir as regras da próxima eleição. 
A proposta do semipresidencialismo, quando o presidente eleito divide o governo com o primeiro-ministro, apontada como solução para afastar de vez a longa crise política brasileira que já atravessa três presidentes, está presente em mais de 50 países.
Coluna Rosalie Arruda
Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário