sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Assassino de Robert Kennedy ganha liberdade condicional

O homem condenado por atirar e matar Robert F. Kennedy em um assassinato em 1968 que abalou os Estados Unidos recebeu liberdade condicional nesta sexta-feira (27). 

Sirhan Sirhan, agora com 77 anos, havia tentado em 15 ocasiões anteriores ser libertado da sentença de prisão perpétua imposta cinco décadas antes. 

A votação de hoje feita por um painel de duas pessoas do conselho de liberdade condicional da Califórnia não significa que Sirhan será liberado automaticamente. A decisão está sujeita a uma revisão de três meses e, finalmente, passa para o governador Gavin Newsom, decidir em setembro. 

Kennedy, o irmão mais novo do presidente assassinado John F. Kennedy, estava fazendo campanha pela indicação presidencial democrata quando foi morto a tiros em um hotel de Los Angeles. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário