sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Crise energética favorece os cofres do RN

Quem diria…
A crise energética nacional, que ameaça com apagão todo o país, vem favorecendo o RN com recordes sucessivos na arrecadação de impostos. Segundo o secretário Cadu Xavier, da Tributação, as termoelétricas usam o diesel como combustível, e isso aumentou o consumo do produto e tributos. Em agosto, o estado arrecadou R$659 milhões com o ICMS, valor 23% maior que em 2020.

Refis salvador
Outro fator que ajudou aos cofres estaduais, segundo o secretário, foi o Refis aplicado para que contribuintes devedores quitassem suas dívidas com o fisco estadual. Para o fim deste ano a projeção de arrecadação é boa, com o arrefecimento da pandemia e aumento no consumo pela população.

Eólica potiguar
Por outro lado, o chamado “Sul Maravilha” (ainda existe isso?) vem sendo abastecido com a energia gerada pelas eólicas do Rio Grande do Norte, que tem salvo a região de um apagão. Quem diria, hein?
Coluna Rosalie Arruda
Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário